Comida caseira é sempre a escolha mais saudável.

Nova varinha mágica Braun MultiQuick 5 Baby. A forma mais rápida de fazer um bebé feliz.

Comida caseira: o melhor para o seu bebé, recompensador para si.

Comida caseira: o melhor para o seu bebé, recompensador para si.

Preparar refeições caseiras é a melhor forma de garantir que o seu pequeno obtém a melhor nutrição: frutas e legumes frescos cheios de vitaminas, sem corantes, aromas ou aditivos que uma barriguinha pequena simplesmente não precisa! Triture a sua escolha de ingredientes e transforme-a numa refeição deliciosa e saudável que ajuda o seu bebé a desenvolver hábitos alimentares saudáveis, fornecendo-lhe também uma maior variedade de sabores e texturas.

Do que preciso para preparar facilmente refeições nutritivas para o meu bebé?

A maioria de nós compra refeições prontas a comer de vez em quando, mas não há nada melhor para garantir que a comida é nutritiva e saborosa do que prepará-la com ingredientes frescos. No entanto, existem tantas coisas diferentes que exigem do seu tempo, desde cuidar da casa a cuidar do seu filho. E é aí que entra a sua varinha mágica Braun MultiQuick.

A nova varinha mágica Braun MultiQuick 5 Baby.

Com tecnologia PowerBell para triturar alimentos de forma rápida e fácil para o seu bebé e criança, com muito menos salpicos para limpar graças à tecnologia SplashControl única.

Marcos da alimentação

Alimentação de apenas leite para bebés até aos 6 meses

Apenas leite

Do nascimento até aos 6 meses

Do nascimento até aos 6 meses, o seu bebé irá receber toda a nutrição de que precisa através do leite materno ou em pó.

Saiba mais

Primeiros alimentos para bebés dos 6 até aos 7 meses

Primeiros alimentos

Dos 6 até aos 7 meses

O leite habitual do seu bebé simples, purés suaves de apenas uma ou duas frutas ou vegetais, arroz para bebés e lentilhas.

Saiba mais

Próximos passos dos bebés entre os 7 e os 9 meses

Próximos passos

Dos 7 até aos 9 meses

O leite habitual do seu bebé com fruta, vegetais e purés de arroz, com a adição de carnes trituradas, leguminosas, massa bem cozida, queijo fresco e pequenos petiscos.

Saiba mais

Descoberta dos alimentos para bebés dos 9 aos 12 meses

Partindo para a aventura

Dos 9 até aos 12 meses

Menos leite, purés mais espessos, mais alimentos em pedaços, queijo e ovos, mais petiscos como palitos de fruta e vegetais e pão tostado com molhos, e sanduíches ligeiras.

Saiba mais

Alimentação de crianças pequenas dos 13 aos 23 meses

Crianças pequenas

Dos 13 até aos 23 meses

Introdução de uma maior variedade de alimentos para incluir muitas refeições familiares.

Saiba mais

Alimentação das crianças a partir dos 24 meses e pré-escola

A partir da pré-escola

Dos 24 meses em diante

Comer refeições familiares.

Saiba mais

Perguntas mais frequentes

Tecnicamente qualquer vegetal pode ser reduzido a puré. No entanto, isso não significa que sejam todos adequados para a alimentação dos bebés. A maioria das mães começa por usar cenouras, seguidas de abóbora e pastinaca. Estes três vegetais são todos fáceis de digerir, o que faz deles uma ótima escolha, já que o aparelho digestivo dos bebés precisa de tempo para se desenvolver. O leite materno ajuda inicialmente a desenvolver de forma saudável a flora intestinal dos bebés, para que estes estejam preparados para a introdução lenta de alimentos sólidos na sua alimentação.

Outros vegetais fáceis de digerir, como o funcho, couve-flor, brócolos, curgete e couve-rábano, podem ser usados um pouco mais tarde na alimentação, seguidos de ervilhas, tomates e feijão-verde. Este último pode ser usado em comidas para bebé com vários ingredientes, mas inicialmente não deve perfazer mais de um quarto relativamente ao peso dos restantes alimentos.

Após o primeiro aniversário do seu filho poderá tentar usar outros vegetais, como a couve-roxa, couve-de-bruxelas, repolho branco e alho-francês em pequenas quantidades. Estes vegetais causam muitas vezes inchaço e, por vezes, dores fortes no estômago dos nossos pequeninos. O pepino e o rabanete branco não são adequados para cozinhar, mas podem ser cortados em palitos para os bebés praticarem a mastigação. O rabanete vermelho, no entanto, não é adequado para bebés nem crianças pequenas. Quaisquer alimentos pequenos e duros, como o grão-de-bico cozido ou avelãs, podem provocar asfixia. Asfixia é a causa mais comum de acidentes tratados por médicos em crianças com idade entre os 7 meses e os 4 anos.

A comida pré-confecionada para bebé está sujeita a regulamentações restritas obrigatórias sobre contaminantes, razão pela qual os produtores apenas usam vegetais biológicos, que geralmente contêm menos nitrato e resíduos de pesticidas. No entanto, aconselhamos que leia sempre os rótulos das embalagens. Se deseja preparar comida caseira de forma segura, recomendamos que use apenas produtos biológicos - locais, sazonais e frescos.

Se está a começar a tentar introduzir purés de bebé e o seu pequeno continua a rejeitar a comida ao fim do terceiro dia, o seu bebé poderá estar a querer dizer-lhe que ele ou ela ainda não estão interessados em purés. Respeite os desejos do seu bebé e não se preocupe! Em uma ou duas semanas, o pequenote irá provavelmente demonstrar uma atitude diferente e os períodos de alimentação tornar-se-ão cada vez mais fáceis.

Os bebés também têm preferências pessoais. Eles devem ter a oportunidade de experimentar um novo prato ou alimento várias vezes, para que possam habituar-se lentamente ao novo sabor. Mas se o seu pequenote recusar comer veementemente um vegetal em particular após três ou quatro dias, simplesmente tente outros alimentos.

A regra fundamental é: nunca insista ou force o seu bebé a comer. Relaxe! Nada de mal vai acontecer se o seu filho perder uma ou duas refeições!

Também poderá acontecer o caso do seu bebé comer uma certa comida com grande entusiasmo e apenas alguns dias depois, ele vai torcer o nariz ao prato. De acordo com psicólogos infantis, esse comportamento pode ser explicado por um surto de crescimento que destabiliza o bebé e faz com que ele volte aos velhos hábitos. Da mesma forma, isso também se aplica a purés com os quais o seu filho já está familiarizado. Além disso, alguns bebés recusam-se a comer quando os dentes estão a nascer. Em certas circunstâncias, a comida para bebé que congelou previamente poderá ajudar nesta fase.

Não é difícil cozinhar peixe, há apenas algumas coisas a ter em conta. Use o seu olfato quando compra peixe: o peixe fresco não tem cheiro. Por isso, se cheirar a peixe, não compre!

Tendo em conta o facto de muitas reservas de peixe estarem excessivamente exploradas, procure rótulos com o selo MSC (Conselho de Administração Marinha). Este selo garante que o seu peixe é proveniente de práticas de pesca sustentáveis. Outra opção é comprar peixe nos mercados de peixe. O selo ASC (Conselho de Administração de Aquicultura) garante que os peixes são criados em aquicultura, com melhor qualidade de água, menor densidade de peixes, menor uso de alimentos para peixe e menores doses de antibióticos. Assim, você pode escolher peixes com estes rótulos para o seu bebé, não apenas em prol do meio ambiente, mas especialmente para o bem-estar e saúde do seu filho!

Para começar, poderá facilitar a sua vida e usar peixes em postas. Os peixes devem ser sempre transportados até casa dentro de um recipiente ou saco hermético e, se possível, sem atrasos. Os peixes devem estar sempre refrigerados, pois podem se estragar facilmente.

E agora é hora de cozinhar! Primeiro, lave o peixe em água corrente fria e seque com papel toalha. Graças aos refrigeradores, o peixe já não precisa de ser salgado e preservado. Verifique cada pedaço de peixe cuidadosamente em busca de espinhas, até mesmo nas melhores postas. Use a visão, as mãos e uma pinça para facilitar o processo.

Para o bebé, adicione uma pequena quantidade de peixe fatiado ou em cubos ao seu cozido de legumes e batatas durante os últimos cinco minutos de tempo de cozedura. O peixe coze rapidamente e pode ser facilmente misturado a um puré com outros ingredientes.

Se estiver a cozinhar peixe para a família pela primeira vez, tempere o peixe com sal e pimenta, mergulhe num ovo batido e coloque num prato com pão ralado, pressionando levemente para cobrir o peixe. De seguida, frite de ambos os lados numa panela com óleo e manteiga derretida - e o jantar está pronto!

A comida de bebé pode não ser do seu agrado, mas isso é porque não contém sal! O Instituto Alemão de Pesquisa de Nutrição Infantil (FKE) aconselha os pais a não temperar com sal a comida dos bebés. Demasiado sal não é só pouco saudável, mas também possivelmente prejudicial. Segundo os especialistas, os rins de um bebé só podem processar 1 grama de sal (400 mg de sódio) por dia. Se um bebé ingerir muito sal poderá causar sérios danos nos rins.

Assim como todos os alimentos à base de plantas, as ervas aromáticas contêm quantidades extremamente baixas de sódio e, portanto, não representam risco para os rins do seu filho. Assim, as ervas podem ser usadas desde uma fase relativamente inicial, assim como os vegetais. Se o seu bebé estiver a comer purés por mais de um mês, poderá começar a adicionar uma colher de chá de ervas frescas no fim da cozedura e triturá-las com os restantes ingredientes.

Deverá começar a usar ervas de que você mesmo gosta. É altamente provável que o seu bebé também as aprove! Salsa, manjericão e endro podem ser adicionados frequentemente à comida dos bebés.

Ervas da família da cebola (allium) devem ser evitadas, pois podem causar inchaço e dores de estômago. Todos tipos de cebolas, alho-francês, cebolinha, alho e alho selvagem pertencem à família das cebolas. Estes ingredientes podem causar inchaço e flatulência de grau variável. Nas famílias em que estes alimentos são usados com regularidade, o bebé tem mais probabilidade de ser exposto a eles. Se o seu bebé conseguir tolerá-los, não há razão para não os usar. As especiarias que contêm uma alta concentração de óleos essenciais, como a cânfora e o eucalipto, devem ser completamente evitadas. Isso também inclui o alecrim e o tomilho, que devem ser usados apenas em pequenas quantidades em comida para bebés, ou não usados de forma alguma.

Assim como existem muitos tipos diferentes de comida para bebés, existem muitas recomendações diferentes sobre como armazená-los e transportá-los. Regra geral, os alimentos para bebé devem ser transportados frios e aquecidos no próprio local.

A comida caseira para bebés deve ser transportada numa geleira com blocos de gelo para garantir que os alimentos estejam sempre abaixo de 7ºC. Os boiões de comida pré-confecionada para bebé são, obviamente, muito mais fáceis de transportar, sendo que não precisam de ser refrigerados desde que o boião não tenha sido aberto. No entanto, um boião aberto deve ser mantido frio e ingerido dentro de 24 horas. As refeições congeladas podem ser transportadas num saco hermético, mas irão descongelar lentamente, pelo que a sua temperatura será difícil de controlar.

Quando estiver fora de casa, a comida dos seus filhos irá geralmente ser aquecida num microondas. Certifique-se de mexer bem a comida para que ela fique aquecida de forma uniforme. E não se esqueça de testar se a comida a uma temperatura aceitável antes de a dar ao seu bebé.

Mingau e cereais devem ser preparados no local e não antecipadamente. Poderá trazer consigo leite quente ou água, se usar leite em pó, numa garrafa térmica. Os sumos ou purés de fruta devem ser transportados separadamente. Cereais e bolachas instantâneas são mais adequados para viagens porque não precisam de ser cozidos ou mergulhados.

A MQ5 Baby inclui estes convenientes acessórios:

Espátula

Raspe facilmente os alimentos da preparação da comida caseira para bebé do copo. Também poderá usar a espátula para colocar os alimentos em porções no molde de congelação.

Copo e Tampa

O copo de plástico de 600ml vem com uma tampa para guardar convenientemente as sobras de alimentos triturados no frigorífico. Graças à tampa especial, poderá levar o copo consigo para onde quiser.

Picador

Ótimo para adicionar texturas ao puré, para ajudar os bebés a desenvolver os dentes e os músculos de mastigação. O picador é perfeito para triturar rapidamente pequenas porções para o seu bebé ou preparar lanches entre as refeições.

Molde para congelar comida

Poderá congelar várias porções de comida para bebé de forma rápida e simples. O molde para congelar da Mushy Mushy pode ir á máquina de lavar louça, é resistente a bactérias e contém 9 porções.