Perguntas frequentes

Perguntas frequentes dos 0 aos 6 meses

Quando estará o meu bebé pronto para deixar de mamar?*

O leite materno ou o leite em pó fornecem todas as necessidades nutricionais do seu bebé durante os primeiros seis meses, mas algumas mães podem considerar que o apetite do seu bebé se torna cada vez mais difícil de satisfazer antes dos 6 meses de idade.
Após as 17 semanas, pode notar alguns sinais que indicam que o seu bebé está pronto para deixar gradualmente de mamar e iniciar a introdução de alimentos sólidos para complementar o leite materno ou leite em pó.*

Estes sinais podem ser os seguintes:

O seu bebé parece estar ainda com fome após mamar

O seu bebé observa com grande interesse o que nós comemos

O seu bebé já se aguenta sentado com apoio

Isso não significa necessariamente que deve deixar de amamentá-lo e é aconselhável oferecer-lhe mais leite em cada amamentação para ver se isso o satisfaz antes de tentar os sólidos.

*Em nenhuma circunstância deve dar alimentos sólidos ao seu bebé antes de ter 17 semanas de idade, pois isso pode aumentar o risco de infeção e alergia.

Devo alimentar o meu bebé sempre que ele pedir ou devo seguir um horário fixo?

Estando a amamentar ou a dar-lhe leite em pó, é ideal ter uma rotina de alimentação diária. Os bebés aceitam geralmente bem uma rotina, pois ajuda-os a sentirem-se seguros e cuidados.

Quais são os melhores alimentos para dar ao meu bebé para ele deixar de mamar?*

A primeira comida do seu bebé deve ser muito simples, muito homogénea e com pouco sabor. Papas de arroz e cereais para bebés com leite materno ou leite em pó com uma consistência semilíquida e frutas individuais ou legumes triturados com a sua varinha mágica Braun MultiQuick são as melhores opções. As frutas e vegetais mais apreciados são, geralmente, bananas, cenouras e batatas.

* Os bebés podem estar prontos para comer alimentos sólidos em diferentes idades. Em caso de dúvidas ou perguntas, fale sempre primeiro com o seu pediatra.

 -----------------

Perguntas frequentes dos 6 aos 7 meses

Como sei se o meu bebé está a ganhar peso suficiente?

Compreensivelmente, as novas mães preocupam-se com o aumento de peso do seu bebé. Logo após o nascimento, o peso do seu bebé será traçado numa tabela de peso e comprimento, geralmente designada por Tabela de Percentis. Estas tabelas mostram uma série de linhas (percentis) e, se o peso do seu filho seguir uma destas linhas, significa que está a crescer a uma taxa normal. O comprimento também é traçado da mesma forma. Se o seu filho estiver abaixo da linha inferior do percentil (comprimento mínimo para a idade), ou estiver abaixo da medida anterior do seu percentil, deve falar com o seu pediatra ou profissional de saúde.

Devo fazer comida caseira ou comprar comida pronta?

Todos nós compramos comida pronta de vez em quando, o que pode ser muito conveniente. No entanto, não há necessidade de comprar sempre comida preparada. Os purés e outras comidas para bebés são fáceis de preparar em casa com alguns utensílios de cozinha simples, incluindo a sua varinha mágica Braun MultiQuick. Pode fazê-los a partir de ingredientes de qualidade e congelar grandes porções que sejam suficientes para várias refeições. Quando faz a sua própria comida, sabe o que usou e pode ter certeza de que não há adições desnecessárias, como conservantes ou outros aditivos, que as pequenas barriguinhas simplesmente não precisam.

Preciso de um equipamento especial para fazer papa para bebé?

Com a sua varinha mágica Braun MultiQuick, pode fazer todos os purés para o seu bebé. É importante, especialmente nas fases iniciais do desmame, que os alimentos sólidos sejam completamente triturados, pois, nesta fase, o seu bebé não possui capacidade para lidar com pequenos pedaços de alimentos. Nesta fase, dar-lhe comida em pedaços ou com grumos pode fazê-lo engasgar.

À medida que o seu bebé desenvolve as capacidades necessárias para lidar com alimentos mais texturizados, pode usar a sua Braun MultiQuick para produzir purés mais espessos e com mais textura. Para guardar os purés no congelador, as cuvetes de gelo com tampa são muito úteis (ou recipientes específicos para o armazenamento de comida para bebé).

 -----------------

Perguntas frequentes dos 7 aos 9 meses

Quando posso introduzir produtos lácteos?

Quando o seu bebé tiver seis meses de idade, é seguro introduzir produtos lácteos, adicionando pequenas quantidades de produtos moles como o iogurte, a manteiga e o queijo fresco às refeições. No entanto, o leite de vaca não deve ser dado como bebida ou usado para substituir o leite materno até o bebé ter pelo menos um ano de idade. É importante nesta fase usar leite de vaca gordo para fornecer as calorias e vitaminas adequadas.

Posso dar ervas aromáticas e especiarias ao meu bebé?

Adicionar um pouco de pimenta ou tempero aos alimentos é bom, se os adicionar durante a confeção e não à mesa. No entanto, a adição de sal ou de açúcar deve ser evitada. As ervas são uma boa maneira de tornar as refeições mais interessantes, sem o risco de as tornar demasiado condimentadas. Muitos bebés gostam também do sabor do alho, especialmente se os seus pais comem uma boa quantidade de alho na sua dieta regular.

Quando é que o meu bebé deve começar a comer sozinho?

Com cerca de 6 meses, os bebés podem começar a segurar ou a apoiar um biberão, ou a pegar numa colher, mas não vão ainda conseguir comer sem a sua ajuda durante algum tempo. A maioria dos bebés estará apenas interessada em agarrar nos alimentos e nos utensílios. Certifique-se de que, no início do desmame, as colheres de alimentação são moles, pois os bebés tendem a meter a ponta da colher na boca e podem danificar as suas gengivas macias se usarem colheres de plástico ou metálicas demasiado cedo. Por volta dos 15 meses, as crianças devem conseguir segurar bem uma colher, embora possam não conseguir mantê-la nivelada e estável do prato até à boca e é provável que a comida caia ao chão. No entanto, estes esforços devem ser recompensados com elogios!

 -----------------

Perguntas frequentes dos 9 aos 12 meses

Devo escovar os dentes do meu bebé?

Desde o nascimento dos dentes, geralmente entre os 6 e os 9 meses, deve lavá-los suave e regularmente. Lave os dentes duas vezes ao dia com uma escova macia e um pouquinho de pasta de dentes com flúor.

O meu bebé pode comer ovos?

Os bebés podem comer ovos a partir de cerca dos 6 meses de idade, mas devem ser cuidadosamente cozidos para que a gema não esteja crua. Um número muito pequeno de crianças apresenta uma alergia aos ovos. No entanto, qualquer histórico na família de alergia a ovos (ou eczema) pode indicar que o seu filho pode correr um risco maior. Nestes casos, introduza gradualmente um pequeno ovo para que possa supervisionar qualquer reação que possa ocorrer. Se o seu bebé for alérgico a ovos, então os grãos de leguminosa, a carne, o peixe e os produtos de soja são boas fontes alternativas de proteína.

Quando devo parar completamente de triturar os alimentos em puré?

A maioria dos bebés vai tolerar (ou mesmo gostar!) de alimentos com grumos moles a partir dos 7-8 meses de idade. Para os introduzir, é uma boa ideia esmagar um pouco da comida cozinhada do seu bebé e misturar com os alimentos que transformou em puré usando a sua varinha mágica Braun MultiQuick. Gradualmente pode triturar os alimentos cada vez menos até que use a sua MultiQuick apenas para picar levemente antes de servir e, claro, para fazer bebidas, como os smoothies e batidos.

 -----------------

Perguntas frequentes dos 12 aos 18 meses

O meu bebé pode comer o que o resto da família está a comer?

Os bebés querem fazer parte da família, então assim que o seu bebé passar as fases iniciais do desmame, é bom envolvê-lo nas refeições familiares. Este é um bom momento para analisar a dieta de toda a família e garantir que seja saudável e bem equilibrada, incluindo uma quantidade suficiente de alimentos com amido, poucos alimentos açucarados e gordurosos e evitar o sal em demasia.

Os bebés podem comer muitos dos alimentos que comem os outros membros da família, desde que não se esqueça de evitar os seguintes alimentos para o seu bebé ou criança pequena:

Alimentos com sal ou açúcar adicionados (embora possa dar uma guloseima açucarada ocasionalmente)

Queijos não pasteurizados como brie e camembert e queijos azuis (até o bebé ter um ano de idade)

Mel (até o bebé ter um ano de idade)

Nozes inteiras (antes dos 5 anos, para evitar o risco de asfixia)

Uvas inteiras (antes de um ano, para evitar o risco de asfixia)

Alimentos muito duros e "afiados" que podem cortar a boca do bebé

O meu bebé está a desenvolver exigências. Como posso impedir que isso aconteça?

A recusa de alimentos é uma fase normal que a maioria dos bebés atravessa em algum momento do seu desenvolvimento. Durante algum tempo, as crianças podem limitar o número de alimentos que querem comer. Esta é geralmente uma fase passageira e será mais visível em algumas crianças do que em outras. O medo de novos alimentos no segundo ano de vida pode ser um mecanismo primitivo de sobrevivência para evitar que as crianças, cada vez com mais mobilidade, se envenenem com a ingestão de coisas encontradas em casa ou no chão.

A primeira vez que a criança prova um novo alimento pode ter uma reação cautelosa ou mesmo recusar-se a comer, mas não desista dos alimentos, pois, nesta fase, pode ser uma reação normal. A criança pode precisar de provar o alimento mais algumas vezes antes de o aceitar como sendo bom para comer. Também é muito útil o bebé vê-la comer o alimento, pois confia no que a vê comer para se sentir seguro, podendo mesmo pedir-lhe para comer um pouco do seu prato.

O seu filho pode comer menos do que as outras crianças da mesma idade, mas se está a crescer e a desenvolver-se normalmente, está na realidade a ingerir a quantidade certa de alimentos para satisfazer as suas necessidades nutricionais.

Com que idade o meu bebé pode começar a comer guloseimas ocasionalmente?

É aceitável uma pequena quantidade de açúcar se tiver uma dieta equilibrada que contenha alimentos de todos os grupos (amidos, frutas e vegetais, leite, iogurte, carne e peixe). As guloseimas açucaradas (especialmente as bebidas açucaradas) não devem ser dadas isoladamente, ou seja, sozinhas entre as refeições, pois assim é mais prejudicial para os dentes. Também nunca devem ser dadas em substituição de uma refeição, com a desculpa de "pelo menos está a comer alguma coisa", o que transmite, sem dúvida, uma mensagem errada. Haverá naturalmente sempre um pouco de açúcar na dieta e os hidratos de carbono no leite materno são lactose açucarada, sendo bastante doce. As boas práticas de desmame ajudam a ensinar à criança que os sabores além do leite materno são bons para comer. Os alimentos de ocasiões especiais como, por exemplo, os bolos de aniversário são obviamente aceitáveis.

 -----------------

Perguntas frequentes dos 18 aos 24 meses

Que quantidade de hidratos de carbono o meu filho precisa de ingerir por dia?

O seu filho está a desenvolver-se rapidamente e precisa de uma dieta bem equilibrada que lhe forneça energia para ser uma criança saudável e ativa. Sirva hidratos de carbono amiláceos em todas as refeições e lanches. Pode ser pão, cereais de pequeno-almoço, batatas, massa, arroz ou cuscuz. Nesta fase, é melhor oferecer uma mistura de tipos de alimentos - por exemplo, dar-lhe pão integral, pão de trigo, pão pita e pão branco em dias diferentes.

Qual é a importância da fibra na alimentação do meu filho?

A fibra é importante na dieta do seu filho, mas não deve necessitar de complementar uma dieta normal e saudável com fibra adicional. A maior parte da fibra na dieta de uma criança advém dos grãos, frutas e vegetais. Se o seu filho tiver prisão de ventre, deve verificar se está a beber líquidos suficientes e procurar o conselho do seu médico ou pediatra antes de tentar corrigir o problema através de outras alterações na dieta.

Preciso de esmagar ou cortar todos os alimentos do meu filho?

Existem alguns alimentos que apresentam riscos de asfixia para as crianças pequenas, incluindo uvas, tomates cereja e nozes inteiras. O consumo destes alimentos deve ser supervisionado de perto. Para além destes alimentos, vai surpreender-se com a variedade de alimentos que o seu filho consegue comer desde muito pequenino, assim que começar a ter alguns dentes (geralmente entre os 9 e os 12 meses). Quando tiver 12-18 meses, o seu filho quererá certamente experimentar alimentos mais estimulantes do que apenas purés, embora ainda possam desfrutar de batidos e sopas como parte de uma dieta equilibrada.

 -----------------

Perguntas frequentes dos 24 aos 36 meses

Quanta comida deve ingerir o meu filho em cada refeição?

Isso vai variar de criança para criança e de dia para dia. A quantidade oferecida deve ser gradualmente aumentada. Irá perceber qual a quantidade que o seu filho vai comer e se é suficiente, se estiver a crescer normalmente. Se o seu peso estiver a descer na linha do percentil, deve falar com o seu pediatra ou médico para se certificar de que lhe está a dar uma dieta equilibrada. Em geral, as refeições devem ter cerca de um terço de hidratos de carbono amiláceos (por exemplo, pão, massa, batata ou arroz), um terço de frutas e vegetais e um terço de carne, peixe ou grãos de leguminosa. Nesta fase, a criança deve comer um prato principal e uma sobremesa que pode ser fruta, iogurte ou pudim de leite.

O meu filho pode beber sumo de frutas às refeições?

Os sumos bem diluídos não são um problema e as crianças beneficiarão de bebidas com frutas ricas em vitaminas. Por exemplo, a vitamina C ajuda na absorção do ferro. No entanto, existe o risco de o seu bebé se estar a encher de bebidas e a reduzir consequentemente a quantidade de alimentos mais nutritivos que consegue comer. Pode alternar entre dar um pequeno copo de água ou um pequeno copo de sumo natural de frutas bem diluído às refeições.

O meu filho não quer comer vegetais. O que posso fazer?

A sua atitude em relação à comida é crucial, porque em breve o seu filho irá imitar os seus gostos. Portanto, certifique-se de que o resto da família come muitos vegetais. É importante lembrar-se de que se o seu filho estiver a consumir uma boa variedade de nutrientes, as recusas ocasionais não são assim tão importantes. A persistência e a paciência são fundamentais e se um vegetal for rejeitado uma vez, não pense que nunca mais o comerá - continue a oferecê-lo sem fazer disso um problema. Se uma criança percebe que ao não comer um alimento recebe muita atenção, provavelmente irá repetir o comportamento com a esperança de obter mais atenção. Poderá ser eficaz tentar elogiá-lo quando come algum vegetal. O seu filho pode também estar a comer mais vegetais do que pensa, se contar com os vegetais que ingere, como o tomate ou a cebola, nos pratos que lhe prepara.

Ver artigos